Não é fácil dizer adeus...

A morte de uma pessoa que amamos deixa um vazio impossível de ser expresso com palavras. É uma dor que aumenta cada vez que algo a toca, é uma tristeza tão triste que temos a sensação de que podemos pegá-la, ela se torna palpável. A morte de quem amamos é o fato que marca a maturidade da nossa tristeza, sua passagem do plano abstrado para o concreto, contretíssimo!

É uma dor, uma perda que deixará para sempre um vazio no seu coração impossível de ser preenchido por qualquer outro ser humano. O engraçado é que desde que somos crianças sabemos da existência da morte, de que a vida não é eterna e até acreditamos que deve ser fácil lidar com a perda, mas acredito que nosso inconsciente acha que as pessoas que amamos são imortais e nós só nos damos conta do contrário na hora em que ficamos sabendo que nunca mais iremos escutar os passos arrastados de um alguém especial, nunca mais poderemos beijar o seu rosto oleoso e que nunca mais, nunca mais mesmo, iremos escutar a voz de irritação da pessoa que formou nossas vidas, nos ensinando a dar os primeiros passos...

Enfim, a morte é a única certeza que temos sobre a vida, mas com certeza é o fato que mais marcará a sua passagem pela terra, será o fato que mais vai te machucar, mudar e ensinar.

Não é fácil dizer adeus...