Memórias

Ali tinha um guarda-roupa, uma cama... ali era um quarto. O guarda-roupa foi fora jogado, a cama desmontada e o quarto, que ali era, agora está pintado! Na sala havia uma parede desbotada e uns cds, os quais agora tocam lembranças, colocados de uma forma única em cima da estante velha. A sala está vazia, a parede também foi pintada e os cds encontram-se estocados em uma gaveta qualquer. No banheiro não mais se escuta o pedido desesperado que apressava qualquer pessoa a sair de dentro dele, não se escuta os passos arrastados dotados da função de avisar a sua triunfante chegada, não se escuta o pigarro e nem tão pouco sua tosse... todos tão únicos, tornaram-se tão belos! Não há mais aquele rosto, tantas vezes mostrado triste, para ser contemplado e muitas vezes esnobado por alguém que teve um dia cansativo. Que saudade daquele "boa noite" quase dito para dentro, para si.

2 comentários: