A arte de sorrir.

Tantas coisas afastam o teu sorriso, tanta coisa acontece ao mesmo tempo e parece que o fundo do poço não tem fim, não tem mesmo não, mas o que acontece é que se você não parar e procurar escalar até a saída do poço você morre afogada, afogada nas mágoas.

É difícil manter um sorriso quando você é uma pessoa que encara os cantos coloridos que se encontram nas esquinas do seu temido interior. A introspecção é uma arte e uma tortura, mas tudo que é verdadeiro tem o lado bom e o lado ruim a mostra, bem escancaradozinho mesmo, vem vergonha nenhuma na cara.Haha.

“Ser como um rio que flui
Silencioso no meio da noite
Não temer as trevas da noite
Se há estrelas no céu, refleti-las.
E se o céu se enche de nuvens
Como o rio, as nuvens são água;
Refleti-las também sem mágoa
Nas profundidades traqüilas”.

Manuel Bandeira



(Imagem do filme Intocáveis, filme maravilhoso.)

Um comentário:

  1. ♫♫ Sorrir quando tudo terminar, quando nada mais restar do teu sonho encantador, sorrir! ♫♫
    Essa música me ajuda, quando não consigo sorrir de coração, pois sorriso vago e vazio não serve pra mim.

    P.s: eu tenho que assistir esse filme, antes que ele saia de cartaz! :S

    CheirôO Tia Amanda!! *.*

    ResponderExcluir