"É só lembrar que o amor é tão maior..."

Ontem e hoje eu vi uma série de comentários sobre a homossexualidade que me deixaram triste, comentários esses que dizem ser fundamentados na bíblia, que juram serem vazios de opiniões pessoais. As pessoas que amam outras pessoas do mesmo sexo foram chamadas de abominações, pecadores, filhos do diabo, etc; e o que mais me doía era ler: "não sou eu que estou dizendo isso, é Deus" ou então: "eu amo o pecador, mas abomino o pecado". E ainda "tal atitude é pecado  leva à morte".

Eu não vou comentar o que eu acho da bíblia, das religiões, ou desse tipo de gente que escreve isso (não estou generalizando as religiões nem as pessoas, só o tipo de gente que fala algo desse patamar, se você fala ou pensa assim, estou falando de você). Só quero dizer que doi saber que pessoas com esse tipo de argumento serão futuros psicólogos, professores, etc... desculpa, mas doi e eu preferiria que você tivesse outra profissão.

Deus discrimina a homossexualidade como abominável? Como um pecado que leva à morte? e porque eu não consigo acreditar nisso? Acredito que Deus esteja muito ocupado com os verdadeiro problemas do mundo para ser desse jeito ai. Com tanta gente morrendo de fome, com tanta gente morrendo por nada, com tanta gente morando na rua e sendo tratada como lixo, gente que nunca teve a oportunidade de mostrar ao mundo seu valor, com tanta gente sendo desrespeitada, com tanto vazio enlouquecedor, será mesmo que Deus está condenando pessoas que amam outras pessoas do mesmo sexo?

Eu não consigo e não vou acreditar nisso!

O engraçado é que eu ouvi de uma pessoa - evangélica e que tem os mesmos argumentos citados acima - que a vontade que tem ao ver um casal gay é de bater bem muito neles. Achei linda essa demostração de respeito e amor ao próximo. Talvez não seja pecado bater em um pecador pelo seu pecado.

Outro dia minha tia me disse: "Amanda não adianta fazer o bem indo nos hospitais e fazendo os outros rirem
se você não segue a palavra - ou o caminho - de Deus". Eu respondi que não faço o bem com o objetivo de ir para o céu, faço só pelo amor mesmo, é suficiente (para mim).

Desculpa, mas o  meu Deus não é assim. Eu não consigo acreditar em um ser assim. E se isso significa que eu vou para o inferno, tudo bem, vou encontrar muitos amigos e pessoas que admiro por lá!

Eu acredito mesmo é no amor, sabe? Na verdade das nossas ações, nas nossas atitudes frente às necessidades dos outros. Acredito no olhar de reconhecimento e cuidado, não acredito no olhar de condenação e desprezo. Não concordo com a frase "tudo é permissão de Deus", Deus não permitiria a falta de amor, Deus não permitiria o sofrimento. "Deus é amor, mas é justiça", veeelho Deus é perfeito demais para ser vingativo e qual é o critério usado por Deus para permitir que um ser durma em uma cama e outro na rua? e não me diga que Deus atua através do mistério.

Está na hora de levantar a bunda do sofá e parar de justificar suas ações medíocres com frases feitas para a vida não ser questionada!

E não concordo com a homossexualidade assim como não concordo com a heterossexualidade, não tem o que concordar, sabe? Sempre fui a favor do amor!

Tenho muitos preconceitos também, muitos, mas a diferença entre mim e as pessoas com os argumentos citados acima é que os MEUS preconceitos,  SÃO MEUS! Não uso Freud, Batman ou a Musa do Calypso para justificá-los.



"É só lembrar que o amor é tão maior..."





Nenhum comentário:

Postar um comentário