Era uma vez um texto irônico e escroto igual a um país

Eu estava tomando banho e pensando na copa, veja que cenário sensual. Pensando na copa e na pergunta "copa pra quem?", pensando na copa e lembrando das inúmeras obras inacabadas no Recife, todas feitas na mesma hora por causa desse evento, pois se o objetivo fosse a melhoria do nosso trânsito e qualidade de vida teriam sido feitas há muito tempo e uma de cada vez, te juro, essas obras estão engarrafando a minha vida! Mas já me acostumei, obras no Brasil só começam em datas comemorativas: ano de eleição, dia da mentira, copa. Copa, uma prova daquele velho cenário pão e circo!

"Ah, que menininha cheia de mimimi, quer seguir a modinha de ser contra a copa, blá blá blá, lepo lepo..."
Pois ai é que o mundo se engana, eu amoooo futebol e principalmente jogos da nossa querida seleção brasileira, todos os amistosos e jogos das copas passadas estava eu lá torcendo, chorando, gritando; ainda lembro em 2009, quando soube que o Brasil sediaria a copa de 2014, eu fazendo planos com o meu avô de juntar dinheiro para ver a seleção no campo.

Isso será impossível. Meu avô teve um problema de saúde e só foi feito um exame mais profundo para descobrir o que ele tinha (depois de uns 2 anos sendo socorrido) quando chegou na UPA gritando que iria morrer de dor, realmente morreu 15 dias após tal exame. Pois é, o Brasil tem uma saúde de merda, pessoas morrem nos corredores esperando atendimento, aqui tem pena de morte e se você for pobre está na lista, só esperando seu momento. Mas MINHA GENTE, esse ano tem COPA, você quer mais o quê?

Estudei em escola pública também e não foi nenhuma que era modelo de num sei o que não. Era aquela que tinha mais aula vaga que papel higiênico no banheiro, aquela em que os livros didáticos eram dados em maio, que o mesmo assunto era dado em todo o ensino médio, professores desrespeitados e ameaçados na frente de todos, condições precárias de ensino, sem água para beber nem descarga na privada, você era ameaçado de morte, bombas eram colocadas no banheiro, etc. E NÃO VENHA DIZER QUE OS ALUNOS ERAM MARGINAIS E MAL EDUCADOS, TEM TODA UMA QUESTÃO SOCIAL POR TRÁS DISSO, NÃO SEJA ESTÚPIDO! Mas enfim, que mal tem isso, não é mesmo? A copa é um investimento!

Para entrar no curso de Psicologia na UFPE fiz quase mágica, pois não tinha muita base nas matérias específicas para a prova da Covest. Ainda hoje luto bastante para ter o respeito do meu lugar, pois não há nada mais elitista que uma universidade pública. O ambiente também não é um dos mais agradáveis, o povo vive sendo sequestrado e assaltado, as condições dos prédios são péssimas, os professores não tem o devido reconhecimento e eu já peguei uma greve de 4 meses que me desestimulou até o talo, pra não dizer outra coisa... Ah, por causa da Copa não terei aula nos dias dos jogos na Arena Pernambuco, pois minha 'quirida' Universidade será usada como estacionamento do evento. HAHAHA Aula pra quê? educação nunca foi uma prioridade mesmo!

"Poxa como essa menina é revolucionária, já a vejo gritando 'VEM PRA RUA' na Copa e etc".
ERRADO. Sabe o termo 'público'? Pois é, a gente não se reconhece nele, e é nosso! Dinheiro nosso, onde pagamos impostos até por um peido que soltamos na rua. Mas eu cansei de falar sobre isso, tentem entender a relação disso com a frase entre aspas a cima!

Enfim, companheiros e companheiras, a verdade é que o povo preguiçoso foi condicionado a ser brasileiro, se é que alguém me entende!

Se não segues teu discurso, que cubras tuas próprias vergonhas.

5 comentários:

  1. Amanda! Mais um texto foda! Sou seu fã, rs

    ResponderExcluir
  2. Amanda seu texto é perfeito, diz tudo, estamos em um país que não valoriza a educação, a saúde, o trasporte e só vai pra frente em época de eleição.
    Parabéns, virei sua fã!

    http://eaieliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Eliz, mas é mesmo, a corrupção daqui dá nojo demais! :/ Beijos

      Excluir