O abismo que é pensar e sentir

Sabe aquele vazio? sim, aquele que em determinadas situações faz você se sentir oca, aquele que muitas vezes é preenchido de angústia, que faz parecer ter uma mão segurando forte o coração. Aquele que faz você questionar e duvidar da sua existência. Faz odiar a todos. Faz você abrir mão, nem que seja por minutos, dos sentimentos bons da vida. Faz você agir sem pensar em busca de caminhos que te levem às satisfações imediatas, mas ai você percebe que o caminho não é reto e que, na verdade, você se encontra no meio de um labirinto...

Sabe? então, preenchi o meu vazio com o entendimento de que ele nunca vai ser preenchido e, depois disso, me tornei mais eu. Tornei-me tornando-me - se é que isso pode ser dito dessa forma. É porque percebi que as pessoas só vivem para resolver os problemas e quando resolve um, já arrumam mais três e reclamam do seu vazio, do vazio dos outros e das situações que nem estão ao seu alcance. Canse.

A mim só restou viver esse vazio. Só restou viver os momentos labirínticos de mim. E pude perceber que é tão mais legal escutar música, fazer um texto ou olhar às estrelas do que ficar com certas atitudes que me empoçam, limitando minhas bordas. O bom é ir além das bordas. Me permiti transbordar.

Labirintos devem ser explorados.
Não se perca no meio do caminho!


"De tanto eu te falar
Você subverteu o que era um sentimento e assim
Fez dele razão pra se perder
No abismo que é pensar e sentir..."

http://www.youtube.com/watch?v=g_qMOCaLyv8

Nenhum comentário:

Postar um comentário