"Me olha da onde estiver que eu vou te mostrar que eu to pronta..."

Geralmente a saudade não me invade tanto ao ponto de eu notar que o senhor não está mais aqui, a saudade é leve, como se fosse de uma viagem ou uma saída rápida. Eu não sei porque, mas já conversei com pessoas que também perderam familiares (tão) próximos e todas concordaram comigo ao dizer que parece que tais pessoas não morreram, eu não sei bem explicar, é como que se "a ficha caísse" seria insuportável a dor. Isso também não tem nada a ver com vida após a morte ou céu e inferno, na verdade eu não quero criar expectativas com o que existirá após a minha morte, tento deixar a vida me surpreender por agora (fecha parênteses). No meu dia a dia eu ajo como se o senhor não tivesse morrido ou até mesmo como se nunca tivesse existido (desculpa), quando digo "nunca existido" não falo sobre não sentir a sua falta ou não lembrar de você, eu só não sei explicar, pode ser até mecanismo de defesa mesmo, enfim. Estou sentindo a sua falta e não é (só) porque o seu aniversário é daqui a pouco. Sinto sua falta porque seu silêncio está tão presente, e ele grita; sinto sua falta porque onde era festa, agora é fuga. Eu só sinto sua falta. Queria deixar escrito aqui porque o tempo pode passar e tenho tanto medo das memórias sobre você saírem de mim, irem embora... Sei que nunca fui de fazer declarações de amor para o senhor, mas eu demostrava isso e isso acalma meu coração, eu dançava com você (quando bêbado, pois sóbrio tu eras bem chatinho rsrs), eu cantava com você, eu quebrava o gelo do whisky para você, eu te amava. Eu te amo. Não consigo escrever nenhum texto sobre você sem chorar, talvez porque quando a ficha cai eu sou atacada por tantas memórias, e a saudade está (verdadeiramente) ali, que até as coisas que antes eram ruins, hoje nem são, eu queria as coisas ruins. Como amo as coisas ruins. Eu te amo. Estou sentindo a sua falta porque só você brigava comigo por ser tão escandalosa vendo um jogo. Estou sentindo a sua falta porque não existe mais televisão na garagem e família reunida. Estou sentindo a sua falta porque o último bolão da copa que tinha seu nome foi em 2010. Estou sentindo a sua falta porque o senhor cuidou de mim. Estou sentindo a sua falta porque hoje quando amanheço o dia estudando ou vendo filme ninguém vem arrastando a sandália e dizendo "Amanda rapaz, essa hora? olha a energia". Estou sentindo a sua falta porque ninguém me diz que estou de-fi-nhan-do e que preciso comer. Estou sentindo a sua falta nos detalhes, porque o amor está nos detalhes e hoje, por saber bem o que é isso, sou muito ligada aos pequenos detalhes e presentes que a vida me dá. Eu queria pegar mais uma vez na sua mão quentinha, queria dá mais um beijo na sua careca, queria mais um dia te ver fazendo a barba, queria te pedir mais uma vez para comprar uma coca-cola para o almoço. Queria tanto, mais tanto, acordar com Amado Batista tocando, o senhor na cadeira de balando com o seu boné, meus tios chegando, vocês brigando... Como eu queria, mas não queria mais uma vez, pois não iria saber me acostumar a abrir mão disso tudo de novo. Eu queria todo dia. Porque quando eu quero eu quero muito. E eu já não consigo lembrar do nome ou letra daquelas duas músicas que o senhor cantava...
Sinto a sua falta.



   

4 comentários:

  1. Coisa mais linda!
    Claro que é difícil não lembrar da minha avó lendo isso... ela estava me falando que eu estou muito magra, que ela estava preocupada comigo, que quando me via acordada reclamava pq aquilo não era hr de se estar acordada... :) Sorriso de saudades e um misto de dor escondido de sorriso.
    Dor... todos os dias. Todos os dias eu ainda falo como se ela estivesse aqui e eu pudesse conversar com ela. E falo das coisas que me arrependi de não ter feito mais. Tipo dizer que tudo ficaria bem pq foi ela quem me ensinou que as coisas podem dar certo. Ela que me ensinou... tanta coisa... "só não me ensinou a te esquecer"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma mistura enorme de sentimentos, né? Tantas lembranças e saudades... ai ai!

      Excluir
  2. Olha eu aquiiii!! Vou ficar te visitando agora ��. Ai amiga que lindo! Detalhes são tudo mesmo, não sei porquê a gente não percebe isso desde o começo. A gente até sabe, mas não sei, quando tiram os detalhes da gente parece que a gente percebe mais eles. Enfim, tudo é muito único na nossa vida, dias, horas, pessoas momentos. Beijo, te amo!!!

    ResponderExcluir
  3. Pois é amiga, a gente vive nassa de saber e não saber! Tudo muito estranho! Vem aqui mesmo *-* <3

    ResponderExcluir